15 abril 2013


Algumas Dicas para Mandar Fazer Roupas

Como vocês devem ter percebido, sou super fã da ideia de mandar fazer roupas, principalmente para ocasiões especiais, como casamentos, natal, réveillon, etc. E aí, as pessoas sempre comentam comigo que morrem de vontade de mandar fazer algumas coisas, mas, alguma vez na vida, tiveram uma decepção com algo feito assim, sob medida. Por isso, resolvi reunir algumas dicas que funcionaram para mim e acho que podem ajudar:

  1. Pesquisa, pesquisa e mais pesquisa: a internet está aí e é sempre uma fonte inesgotável de imagens e inspirações. Além disso, sempre procuro guardar imagens de revistas em uma pastinha física de inspirações. Isso sempre me ajuda na hora de escolher o modelo. Vale lembrar que, se você gostou de mais de um modelo (por exemplo, a parte de baixo de um e a de cima de outro), sempre existe a possibilidade de fazer um bem bolado e misturar mesmo. (Eu sempre faço isso! Assim fica um modelo só seu e super exclusivo! hehehe).
  2. Seja realista quanto a possibilidade de executar o vestido que você gostou: existem vários modelos que eu morro de vontade de fazer e estão salvos na minha pastinha de inspirações, mas jamais cogitei a possibilidade porque sei que são super complexos e a chance de catástrofe é alta! rs Acho que sempre que o modelo tem muito drapeado, muita mistura de tecidos, camadas, etc, pode não ficar tão legal no corpo. 

  3. Faça o vestido com alguma costureira que já conheça ou que tenha tido boa indicação: eu iria além, no caso de indicação, procure ver alguma peça que ela já fez para checar a qualidade do caimento e acabamento. É importante que ela te passe segurança!
  4. Não seja mão de vaca na hora de comprar o tecido: tecido de boa qualidade é caro! Um metro de seda custa uns R$ 80 (no mínimo), renda francesa, no mínimo R$ 200 (se for bordada, o céu é o limite! Já vi até de R$ 2.000 o metro). Uma "estratégia" que eu uso é investir num tecido bem bonito para poder optar por um modelo mais reto e simples. Muitas vezes, o tecido é o que "faz" o vestido! Uma loja que amo é a GJ! Eles têm muuuuitas opções e cores e tecidos. 
  5. Seja sincera nas provas do vestido: se tem algum detalhe que você não gostou ou que você preferia que ficasse de outra forma, é importante falar para a costureira no momento da prova, pois, mesmo que não dê para fazer exatamente como você quer, ela pode te dar alguma sugestão.
  6. Monte um painel com referências e inspirações para compor o look todo. Afinal de contas, não adianta pensar num vestido super lindo e esquecer dos detalhes (muitas vezes, eles fazem total a diferença).

Aqui vão alguns modelos que eu usei nos últimos meses/anos e havia mandado fazer. Gostei muito de todos e ficaram do jeitinho que eu queria!
É isso! Espero que seja útil para vocês!

Super beijos!
2 Comentários

2 comentários:

Elaine disse...

Oi sou de Tatui poderia me indicar uma boa costureira por aqui

Marília Diccini - Dedo de Moças disse...

Oi Elaine, minha costureira é a Angela! O
email dela é goivinhos@hotmail.com

Bjs

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t